Adendo – O valor intrínseco, como um quadro de Van Gogh!

 

 

 

Omaggio a Van Gogh

 

 

 

Em agosto traduzi um texto de Richard Conniff sobre os “benefícios” do mundo natural para os seres humanos, para iniciar uma série de ensaios de divulgação de uma das minhas áreas de atuação como pesquisador [ou melhor, como aprendiz de pesquisador]: a taxonomia!  Esse texto gerou uma discussão [incríveis dois comentários] muito interessante para ficar apenas nos comentários.  Um grande amigo, Rafael Marcondes, estudante de pós-graduação em zoologia da USP, questionou o uso desses benefícios, ou serviços ecológicos como são chamados, para justificar trabalhos na área taxonômica: “99% das espécies já descobertas ou ainda não descobertas com certeza não vai impactar em nada a vida da maioria das pessoas do mundo! Que diferença faz pra uma pessoa se a espécie xis de passarinho vai ser dividida em três, ou se ela se separou da outra espécie há 1,4 milhões de anos?” questionou Marcondes.  Minha resposta imediata foi em defesa do texto e dos serviços ecológicos!  O que não significa que não concordei com sua posição.  Na verdade, refletindo um pouco sobre o assunto, a maior parte da população também não sabe o que são serviços de ecossistemas!  Mas a importância desses serviços de ecossistemas – como regulação da erosão, manutenção da qualidade do ar, purificação da água, controle de doenças e provisão de produtos naturais – é sempre ressaltada porque parece ser uma argumentação mais fácil de “vender” para quem cria as políticas de conservação.  É preciso preservar a biodiversidade por si mesma! Por exemplo, a preservação de pandas e baleias tem um apelo muito popular, sendo que o fim dessas espécies não representaria a supressão de nenhum serviço de ecossistemas.  Em outras palavras, ou melhor, nas palavras de Lincoln Carneiro, outro grande amigo e companheiro de laboratório, em nossas divagações no horário de almoço: “As espécies tem um valor intrínseco, como um quadro de Van Gogh!”

Anúncios
Deixe um comentário

1 comentário

  1. Adendo – O valor intrínseco, como um quadro de Van Gogh! | Biologia na Web

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: